Notícias

Festa do Compromisso

Oração Mariana

 

No 1º Domingo de cada mês,
às 16h, realiza-se no Santuário de Nª Sra do Socorro uma Oração Mariana.
Não é Terço nem Eucaristia. É uma celebração diferente todos os meses seguinto um guião distribuído a todos.
Os Guiões podem ser consultados neste site no menu " ARQUIVOS".

Hoje, 3 de Fevereiro de 2019, às 16h,  vamos realizar a 95ª Oração Mariana.

Viagem a Santiago Compostela e Rias Baixas

6 e 7 de Abril de 2019
Programa, Preço e Condições.

FESTA DE S.SEBASTIÃO



É já no próximo Domingo !
Participemos...

Homenagem aos Padrinhos de Baptismo

 

Na celebração do Domingo, dia 13 de Janeiro, na Igreja Matriz, fazemos uma homenagem aos Padrinhos de Baptismo.

Os Padrinhos estão de Parabéns nesta celebração do dia do "Baptismo do Senhor".
 

A responsabilidade dos padrinhos de batismo
Ser convidado para assumir a missão de padrinho ou madrinha de batismo é uma honra, mas também uma grande missão, encargo que deve ser assumido com grande responsabilidade.
Ser padrinho não é apenas estar presente na celebração do rito do batismo, mas é se fazer presente durante toda a vida daquele que, pela graça, torna-se naquele momento filho de Deus.

Contexto Histórico
A figura dos padrinhos nos remonta ao século IV, época das perseguições romanas e das heresias pagãs. Aos padrinhos cabia a missão de instruir os catecúmenos na fé católica, preservando-os das heresias que rodeavam as comunidades cristãs naquela época. Tratando-se de crianças, os padrinhos tinham a responsabilidade de professarem a fé em nome delas, além de educá-las conforme a doutrina.

Uma relação espiritual
O padrinho não é apenas um amigo, um parente com um título especial ou uma visita importante, “pelo batismo, cria-se uma relação espiritual entre o afilhado e o padrinho, relação que é muito real”. Essa relação espiritual deve ser manifestada no cotidiano, em todos os momentos, os padrinhos devem rezar pelos afilhados, dar-lhes um exemplo de vida cristã autêntica, ser para os afilhados sinal profético de Cristo, a fim de que, pelo exemplo e por sua oração, eles possam alcançar as virtudes necessárias para serem também bons cristãos.

O padrinho é um segundo pai, uma segunda mãe.
Trata-se de um laço que deve ser construído naturalmente durante toda a vida, “quem apadrinha obriga-se a manter um afetuoso interesse pelo afilhado durante toda a vida”. São aqueles que auxiliarão os pais na formação cristã do afilhado, estando atentos a fazerem de tudo para que ele cresça na fé católica, principalmente se os pais venham a faltar ou se afastem da fé católica, “esse é o papel do padrinho ou da madrinha, que devem ser cristãos firmes, capazes e prontos a ajudar o novo batizado, criança ou adulto, em sua caminhada na vida cristã. A tarefa deles é uma verdadeira função eclesial”.



Avisos da Semana

Catequese
Escuteiros
Grupo Coral
Caritas
Catequese
Catequese
Catequese

Catequese